Contagem regressiva

Tempo restante do último período de jornalismo:




Busca

QUEM?

Everaldo Vilela tem 25 anos e cursa o 8º período de jornalismo na PUC Minas. É Atleticano... [continua...]

Na maioria das vezes, bem humorado.

Lembre-se:
Quanto maior a dor maior o alívio.

Everaldo está no Orkut.

Tem fotos no flickr e também vídeos no youtube.

Contato: blog@everaldovilela.com

Lendo

Banalogias - Francisco Bosco

Cem Anos de Solidão - Gabriel García Márquez

Ensaio sobre a cegueira - José Saramago

ARQUIVO

Últimas postagens

O mais clássico de todos

A virada de jogo no clássico

Arte: Sombra com as mãos

Cara de pau

A frase do dia

A covardia, o muro e a pizza.

Aprenda: direção segura

Terra adorada, Entre outras mil, És tu, Brasil, ...

Para quem não sabe...

No futebol hoje em dia vale tudo. Os juizes são mu...

Torcedor




101 JOGOS
49 VITÓRIAS
21 EMPATES
31 DERROTAS
Fez 185 gols e sofreu 128

Os números dos 100 jogos aqui e a lista dos confrontos aqui.

Último jogo: Galo 2 x 1 Náutico

Não deixe de ouvir

Cidadão Quem
Engenheiros do Hawaii
Os Paralamas do Sucesso
Pato Fu
Tianastácia

Não deixe de ver

Bafafa!
Blog prof. Caio Cesar
Blog do Tas
Charge OnLine
Cia Boa Notícia
Cocadaboa.Com
Comédia Stand-up
Como tudo funciona
Desencannes
Duke - chargista
Hipermeios
Le Troca
Michel Melamed
MP3tube
Música de bolso
Palavras Cruzadas
Stand-up Comedy Brasil



Clube Atlético Mineiro



Powered by Blogger



Template de Everaldo Vilela

Home • O mais clássico de todos » • A virada de jogo no clássico » • Arte: Sombra com as mãos » • Cara de pau » • A frase do dia » • A covardia, o muro e a pizza. » • Aprenda: direção segura » • Terra adorada, Entre outras mil, És tu, Brasil, ... » • Para quem não sabe... » • No futebol hoje em dia vale tudo. Os juizes são mu... »

A cada dia mais pessoas deixam de ir ao estádio devido à violência. De forma lamentável um dos maiores portal de notícias esportivas do país divulga:

Está no GloboEsporte.com:

Rivalidade em BH deixa dois mortos
Outras quatro pessoas ficaram feridas em tiroteio dentro de um ônibus na capital mineira

Um tiroteio em um ônibus da linha 9402, envolvendo torcedores de Atlético-MG e Cruzeiro, terminou com dois mortos e quatro feridos neste domingo, em Belo Horizonte, momentos antes do clássico entre as duas equipes. Segundo matéria publicada pelo 'Estado de S. Paulo', uma das vítimas fatais seria um homem com cerca de 90 anos e que não estava envolvido na confusão.


Entretanto, ao que parece, não foi isso que aconteceu. O fato não teria nada a ver com torcidas organizadas.

O mesmo fato noticiado pelo Portal UAI:


Tiroteio deixa dois mortos e dois feridos em BH
Eduarda Salles - Portal Uai

A Polícia Militar (PM), descartou o envolvimento de integrantes de torcidas organizadas no tiroteio que deixou dois mortos e dois feridos, na tarde deste domingo, em Belo Horizonte.

De acordo com a PM, por volta das 14h, cinco homens armados invadiram um ônibus da linha 9402, quando o veículo passava pelo Parque Riachuelo, na Região Noroeste da capital.

Os bandidos estariam procurando por Welbert Batista da Silva, de 22 anos, que foi atingido por seis tiros e morreu na hora. O jovem, morador da Pedreira Prado Lopes, na região Noroeste de BH, voltava do Hospital Odilon Behrens, onde estava internado desde a manhã, devido a leves escoriações.

Segundo a PM, apesar de ter informado que havia sofrido uma queda de uma laje, Welbert teria se envolvido em uma briga, na noite anterior, e durante a fuga caiu da motocicleta.

O delegado Rodrigo Fraga informou que, inicialmente, o crime parece não ter ligação com a guerra do tráfico que já matou, nos últimos quinze dias, dez moradores do aglomerado onde Welbert morava. Entretanto, segundo Fraga, todas as hipoteses serão investigadas.

Ainda de acordo com o delegado, Alcino Almeida Simões, de 90, que também morreu na hora; o cobrador Hudson Lacerda Souza, de 24, ferido na virília e nadega; e Gutenberg Souza Teixeira, de 14, atingido na mão; são inocentes e não possuem relação com o tráfico.

Na hora do crime haviam 50 pessoas dentro do coletivo. De acordo com o motorista do ônibus, Manoel Xavier, de 57, houve pânico e confusão.